O que é coração partido?

O que é coração partido?

Trecho do livro "O guia do coração partido: conselhos budistas para as dores de amor", de Lodro Rinzler

Suponho que, se vou escrever um livro inteiro sobre coração partido, tenho que ao menos oferecer algum tipo de definição sobre isto a que me refiro. O coração partido foi abordado em um milhão de livros diferentes, seminários, conferências de autoajuda etc. Embora pareça haver referências a esta forma de mágoa até na Bíblia, muitas fontes modernas dizem que o termo “coração partido” surgiu no século 16. O Dictionary.com o define como “grande tristeza, pesar ou angústia”, o que me soa um pouco superficial. Vou dar minha definição pessoal, tendo em vista o tempo que passaremos juntos:
Coração partido (substantivo masculino): a imensa dor que sofremos em reação a nossas expectativas não atingidas de alguma forma; uma faceta da realidade como ser humano.

Enquanto eu escrevia este livro, as pessoas com quem conversei fizeram uma grande suposição – eu escreveria sobre coração partido apenas em termos românticos. De fato escrevo a respeito – e, se você pegou este livro porque está passando por isso, vou lhe dar uma força –, mas o termo “coração partido” é mais amplo do que esse cenário. Inclui aquelas pequenas maneiras de nos rebaixarmos ou nos compararmos aos outros. Inclui o modo como ansiamos por nos perdoar (mas não perdoamos). Inclui situações de abandono, decepção ou luto. Inclui a morte de animais queridos. Inclui o coração partido em termos de sociedade, desde a forma como abusamos de nosso planeta à forma como abusamos uns dos outros em uma escala gigante. Do pessoal para o interpessoal até o social, existem muitas formas de coração partido. Todas parecem girar em torno de nossas expectativas irrealistas inalcançadas, como a expectativa de que “a pessoa” vai entrar em nossa vida e dali em diante viveremos felizes para sempre ou a expectativa de que os entes queridos presentes em nossa vida nunca morrerão.

Seria impossível para mim sentar aqui e abordar cada um dos cenários de coração partido em um só livro. Mas, pela experiência pessoal e com a minha pesquisa, descobri que situações específicas que partem nosso coração resultam em reações semelhantes. Nós nos fechamos. Ficamos com raiva. Ficamos arrasados. E por aí vai. Essas coisas eu posso abordar. Assim, não importa o que partiu o seu coração, espero que este livro lhe dê o que você precisa.

Opinião do editor:

O livro é um ótimo apoio para quem está sofrendo. Com capítulos curtos, que podem ser lidos fora de ordem (de acordo com sua dor), Lodro Rinzler usa a sabedoria budista para acolher, acalmar a ajudar, ajudando o leitor ou leitora a encontrar sua própria saída.

 

0 comentários

Deixe um comentário