Tão grandes quanto nosso mundo

Nova série de vídeos!

A ideia é ler alguns trechos curtos dos livros da Lúcida Letra.

Neste vídeo, um trecho do capítulo 9 (Tão grandes quanto nosso mundo) do livro "O poder de uma pergunta aberta", da Elizabeth Mattis Namgyel.

"[...] a vida não é algo que acontece para nós. Não conseguimos nos separar do fluxo constante de experiências que chamamos de “nossa vida”. Não somos vítimas da nossa vida nem somos não merecedores dela. A vida não é bela ou divina demais para nós. Ela não é grande demais, ou dolorosa, ou assustadora, ou mesmo complicada demais para nós, ainda que algumas vezes pareça ser. Nosso desafio, como seres humanos, é nos tornarmos suficientemente grandes para acomodar tudo isso. "

0 comentários

Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados

Anterior

Foto de Dennis Jarvis
·

Tome cuidado com o que você deseja

Próximo

·

Assim vou meditar