As emoções são como faíscas

Trecho do livro Resgate emocional, capítulo 3: Ajuda a caminho.

Já vimos que nossas emoções são mais fluidas do que pensávamos. A diferença é que agora, quando há o OLHAR de forma desnuda da experiência das emoções, vemos ainda mais. Neste ponto é possível ver as emoções como momentâneas e cheias de espaço – são como flashes de luz ou bolhas de gás na bebida. Há uma faísca de raiva e então outra faísca. Elas surgem e desaparecem, piscam e saltam; estão vivas apenas no momento presente, no espaço do agora. Estas fagulhas são interligadas, mas não são as mesmas e não duram. São novas a cada momento. O que percebemos agora é que a própria natureza das emoções está constantemente se movendo e se transformando. É assim que as emoções realmente são. É o que elas fazem. Essa descoberta é muito profunda e muda nosso relacionamento com as emoções para sempre.

As emoções foram mal-entendidas por muito tempo. A maioria das pessoas olha para elas do mesmo jeito que mira os objetos e posses de suas vidas, as montanhas e as xícaras de café – consideram-nas sólidas, contínuas e duradouras. Alguma vez já questionamos isso? Já colocamos em cheque alguma de nossas emoções perguntando a ela: “você realmente é o que parece?”.