Mulher serena colocando as mãos no peito

Chitta é coração ou mente?

Trechos de livrosVítor Barreto
Um trecho do livro "O princípio do guru", da Lama Shenpen Hookham, que está com a pré-venda aberta! Clique aqui para reservar seu exemplar e apoiar...
Prefácio de Michaela Haas (O poder das Dakinis)

Prefácio de Michaela Haas (O poder das Dakinis)

Trechos de livrosVítor Barreto
Muitos de nós sonham em trocar as responsabilidades do dia a dia por uma vida genuína e plena de propósito, mas poucos conseguem fazer algo a respe...
Trecho do livro "O Zen da pessoa comum"

A criança que chama (do livro "O Zen da pessoa comum")

Trechos de livrosVítor Barreto
Trecho do livro "O Zen da pessoa comum" (clique aqui para comprar) Cada um de nós tem sua posição; cada um de nós tem seu trabalho.O grande milagr...
Traleg Kyabgon, prefácio do livro "A essência do budismo"

Prefácio do livro "A essência do budismo", de Traleg Kyabgon

Trechos de livrosVítor Barreto
Prefácio Pode parecer que não há necessidade de outro livro de introdução ao budismo, uma vez que já existe uma infinidade de bons livros disponíve...
O Sutra Rei da Meditação

O Sutra Rei da Meditação

Trechos de livrosVítor Barreto
Abaixo, um trecho da introdução do livro "Nos passos dos bodhisattvas", de Phakchok Rinpoche (clique aqui para comprar): Introdução Este não é um l...
Por que o livro "Autocompaixão feroz" foi escrito para mulheres e por que agora?

Por que o livro "Autocompaixão feroz" foi escrito para mulheres e por que agora?

Trechos de livrosVítor Barreto
O trecho abaixo é parte do primeiro capítulo do livro "Autocompaixão feroz", da autora Kristin Neff. A autocompaixão é útil para qualquer pessoa. M...
Trecho do livro Conselhos de coração para coração, de Chökyi Nyima Rinpoche

Chökyi Nyima Rinpoche, sobre renúncia

Trechos de livrosVítor Barreto

Reconhecer nossa ilusão é um passo muito importante, mas só fazer isso não é suficiente. Não há loucura maior do que alguém passar uma vida inteira reconhecendo que está iludido e não fazer nada a respeito. Depois, quando já for tarde demais para fazer qualquer coisa, nos veremos às portas da morte, pensando: “Que tolo eu fui! Desperdicei essa oportunidade preciosa!” Nesse momento, tudo o que conseguimos fazer é bater no peito em desespero. No decorrer de toda a nossa existência, haverá uma constatação mais devastadora do que essa?

A visão que se tem à beira do abismo (trecho do livro)

Trechos de livrosVítor Barreto
Nossa jornada pela vida é cheia de perigos e possibilidades – e, às vezes, os dois ao mesmo tempo. Como podemos permanecer no limiar entre sofrimen...